Javier Fernández Fernández

Javier Fernández Fernández 1

Javier Fernández Fernández (Oviedo, Astúrias, sete de janeiro de 1948) é um político português, pertencente ao PSOE. Nasceu na cidade asturiana de são paulo, especificamente no bairro de Requejo. Vem de uma família fortemente ligada à esquerda desde a Guerra Civil Espanhola. Após o ensino médio, adquiriu o título de engenheiro de minas da Escola de Minas de Oviedo e, logo depois, formou-se em característica ambiental. Em 1978, abre em Gijón, próximo com outros dois colegas de profissão, um escritório de projetos e estudos de engenharia. Mais tarde, em 1985, aprova concursos para o Corpo de Engenheiros de Minas, adscrito ao Ministério de Indústria e Energia, e é destinado a Cantábria. Em 1985, se filia ao Partido Socialista Operário Espanhol em Gijón.

Após as eleições de 1991, sendo Presidente do Principado de Astúrias João Luis Rodríguez-Vigil e conselheiro da Indústria, do Comércio e do Turismo Vítor Eduardo, Javier Fernández é nomeado Diretor Regional de Minas e Energia. O partido socialista ganha as eleições de 1999 e é eleito Presidente do Principado Vicente Álvarez Areces, que confia à Javier Fernández da secretaria de Indústria, Comércio e Turismo; deixando esse a sua cadeira no Congresso.

  • Ao ser a letra de uma canção tem o copyright
  • vice-Ministro de Projeto e Verificação da Qualidade Educativa
  • nada vai bem entre os poltronas do Congresso
  • 1979: na Rodésia, inaugura-se o primeiro governo de preto

Em novembro de 2000, Javier Fernández se exibe à secretaria-geral da Federação Socialista Asturiana no XXVII Congresso Regional, e consegue a vitória por uma estreita margem de votos. A partir desse momento, demite-se como conselheiro e volta ao teu posto de funcionário da Direcção-Geral de Minas, compaginando a ação política com o teu posto de trabalho.

Em 2004, 2008 e 2012 revalida o cargo de secretário-geral dos socialistas asturianos. Nas eleições de 2007, ocupa o segundo lugar pela listagem da financial services authority (FSA à Junta Geral do Principado, logo atrás do presidente Vicente Álvarez Areces.

Em julho de 2010, mostra a sua aplicação pra encabeçar a lista da financial services authority (FSA pras eleições regionais de 2011, sendo aprovada a sua candidatura em outubro. O PSOE ganha votos, mas que consegue uma cadeira a menos que o Fórum Astúrias pelo que renuncia a exibir candidatura pra presidência do Principado em Assembleia Geral. É eleito presidente Francisco Álvarez-Cascos e Javier Fernández é o líder da oposição.

Após as Eleições pra Junta Geral do Principado das Astúrias de 2015, a FSA-PSOE, com Javier Fernández-se como candidato, perde três lugares, passando de 17 para 14 lugares, mas se mantém como a primeira força política nas Astúrias. Após duras negociações com outras formações políticas, consegue ser investido depois de imensas votações, e com o suporte da Esquerda Unida.

Este apoio não consegue a maioria absoluta da câmara, o que inicia uma legislatura em minoria, onde foram prorrogado os Orçamentos no decorrer do ano de 2016, depois do fracasso das negociações com nós Podemos. Javier Fernández tem se mostrado como uma das vozes avaliações à liderança de Pedro Sanchez e tua competência de pactos.

Martinelli respondeu com selvajaria contra a destituição, acusando Maduro de não respeitar “as liberdades democráticas e cidadãs”, e falou que a ocorrência pela Venezuela é “caótica e catastrófica”. Posteriormente, em quinze de março por ordem de Idosos, unidades da Força Armada Nacional, seriam instruídas com o “raciocínio” de Omar Torrijos e reiterou suas loas ao militar panamá.